4 dias em Bonito/MS • O que fazer?

Eu amo Bonito/MS. Acho um passeio obrigatório para quem mora no Mato Grosso do Sul, mas infelizmente muita gente que mora aqui não dá o devido valor. Os passeios tem uma infraestrutura foda que não perdem em absolutamente nada para passeios por aí dos países de primeiro mundo.

praça-do-peixe

Praça do Peixe em Bonito MS

Com ajuda da Jéscika Lemes, do blog Vivendo Bonito – que organizou pra gente um roteiro para quatro dias de feriado e foi super atenciosa tirando todas as nossas dúvidas pelo zape – fomos mais um ano pra lá, fazer passeios que ainda não havíamos feito. Em Bonito não é permitido chegar chegando e tentar fazer os passeios, tudo deve ser previamente agendado e organizado por uma agência (o preço é tabelado em todas). Fizemos com a Jéscika através da Ygarapé Tour.

Vou dividir o post e falar primeiro dos passeios que fizemos e depois dos lugares para aproveitar a gastronomia de Bonito que é excelente.
Legenda: AT (alta temporada) BT (baixa temporada) os preços costumam variar muito e vale a pena investir nos passeios na baixa temporada.
** Clique aqui para tarifário completo.

monte-cristo-3

Balneário Monte Cristo

Balneário Monte Cristo
Bonito tem vários balneários que são as famosas “praias” dos sul mato grossenses. Existem opções mais caras como o Ilha Bonita, Balneário do Sol e Praia da Figueira. Como não queríamos gastar muito logo de cara, fomos ao Balneário Monte Cristo que era uma opção mais em conta (R$40 por pessoa). A estrutura lá é um pouco mais simples que os outros, mas a água é igualmente deliciosa. Tem uma cachoeirinha, tirolesa, uma parte do rio bem calma para nadar mais tranquilo, quiosques, redário, churrasqueira, restaurante, quadras e muita área verde pra relaxar.

 

gruta-do-lago-azul-1

Gruta do Lago Azul

Gruta do Lago Azul
(R$65 AT / R$50 BT) A Gruta foi o primeiro passeio oficial de Bonito e por isso ele é “obrigatório”. Após uma descida de aprox 300 degraus, lá embaixo, você pode contemplar a água azul que formou-se no subsolo. Mergulhadores já entraram 90 metros nessa água e encontraram fóssil de tigre dente-de-sabre e preguiça gigante. O passeio é legal pra quem curte história, geologia, cavernas e grutas em geral. Não é meu favorito, mas pra quem vai em Bonito tem que fazer e é bem rapidinho, em umas 2h você já está liberado. E tem wifi grátis que funciona bem lá 😀

gruta-do-lago-azul-2

boiacross-4

Bóia Cross Cabanas

Bóia Cross Cabanas
(R$80 AT / R$70 BT) O passeio é nas dependências do Hotel Cabanas (um lugar bem bonito para quem quiser se hospedar), e apesar de ser nas corredeiras do rio Formoso é bem tranquilo. As quedas não são muito altas mas é bem possível que a sua bóia vire! Depois de uma pequena trilha, os instrutores te paramentam e colocam um a um em suas bóias. Eles ficam o tempo todo junto e não tem perigo de nada grave acontecer.  O dia estava meio nublado mas isso não estragou em nada a experiência.

Depois você ainda pode comprar o CD com as fotos (se não me engano, era R$35), tente fazer uma cara boa quando estiver na queda pra não aparecer fazendo caretas nas fotos haha.

estancia-mimosa-5

Estância Mimosa

Estância Mimosa
(R$176 AT / R$154 BT) Esse passeio foi uma surpresa bem positiva no roteiro. Eu já havia feito o Parque das Cachoeiras e o Rio do Peixe, que são todos trilhas com várias cachoeiras ao longo do percurso. A sede da fazenda é linda, o pessoal do staff que fez nosso receptivo foram incríveis e o guia que nos levou para a trilha (André), impecável.

É preciso marcar hora para fazer a trilha pois os grupos saem com no máximo 15 pessoas. Como o nosso ia sair só às 13h, chegamos cedo na fazenda para almoçar e dar tempo de dar uma descansada antes de ir. A comida de fazenda servida em fogão à lenha estava uma delícia e enquanto almoçávamos passaram pela gente macaquinhos, seriemas, patos e várias aves diferentes. Na estância ainda existem alguns jacarés que ficam no lago, dá pra chegar pertinho e tirar foto.

A trilha é muito segura, toda sinalizada por um caminho de madeira, até mesmo nas partes em que tem escadaria tem corrimão por toda parte. Em alguns trechos cortamos caminho pegando carona num barco e de quebra ainda praticamos um exercício de leve remando haha. São 4km no total de trilha (ida/volta) em um passeio que dura quase 4h. As cachoeira são bem legais, ideais para banho e boas fotos!

Chegamos quase no final da tarde e nos ofereceram chipinha assada que estava uma delícia e chá. Dica: eles produzem um doce de leite que é maravilhoso! E a palha italiana também vale muito a pena haha.

flutuacao-2

Flutuação Nascente Azul

Flutuação na Nascente Azul
(R$240 AT / R$190 BT – com almoço) A flutuação é um dos passeios mais caros de Bonito, mas em compensação também é um dos indispensáveis. Essa flutuação fica no Balneário Nascente Azul e esse preço inclui o almoço. O lugar passou por algumas transformações no último ano e está com uma infra fudida. Além da piscina natural, lago com peixes, tirolesa, quedinha d’água, restaurante, área de brincadeiras no lago (tipo ponte do rio que cai hehe), agora eles estão pra inaugurar uma tirolesa de 500 metros que vai pela superfície e se tem uma visão bem do alto de tudo. Tem também um “balanço” a não sei quantos metros de altura, radical demais pra minha pessoa que morre de medo de altura.

No preço desse passeio, está incluso todo o aparato pro mergulho (roupas, sapatilha, snorkel, guia), uma pequena trilha de 1 km que é linda. Nesse trajeto já dá pra ir vendo o riacho de água cristalina proveniente da nascente. Também passamos por umas quedas d’água lindíssimas (que não pode entrar). Durante a trilha vimos uma espécie de lagarto gigante (quase uma iguana), tamanduá e até uma anta deitada embaixo da árvore dormindo folgadona.

O guia vai tirando várias fotos durante o passeio e no final ele vende o CD por salgados R$70. É meio pesado mas infelizmente as fotos ficaram lindas demais e acabamos pagando o preço haha.

Após a flutuação fomos almoçar no buffet do restaurante (que tinha uma sopa paraguaia maravilhosa) e ficamos liberados para passar o dia no balneário. Indico super esse passeio, a nascente é linda demaaais, o contraste das cores do azul da água e o verde da vegetação é maravilhoso não só nas fotos, mas ao vivo deixa a gente até emocionado!

flutuacao-5

Onde Comer
Bonito tem muitos lugares para uma experiência gastronômica maravilhosa. Ô pessoal que sabe comer bem!

juanita

Juanita (pacu assado na brasa)

Juanita
O carro chefe do Juanita é o pacu assado na brasa. A porção vem super bem servida, a farofa é muuito gostosa e o peixe é crocantinho muito bom! O lugar é bacana, com ar condicionado eficiente para aguentar o calor, atendimento bom e a dona de vez em quando vem na mesa dar um Oi e é super simpática. Recomendo demais esse prato. Costuma lotar nos feriados.

Pantanal Grill
Localizado na avenida principal da cidade, nós fomos nesse lugar pra experimentar a porção de jacaré (R$25 por 100g) com geléia de pimenta. A geléia tava bem gostosa, mas o jacaré tem super gosto de frango haha. Outra porção que recomendo lá é a pirabolinhos (bolinho frito de piraputanga) com geléia de pimenta também. Os pratos individuais eram imensos e serviam bem à duas pessoas. Pedi um macarrão à bolonhesa e achei bem normal (talvez porque a especialidade da casa seja peixe e eu quis fugir um pouco disso hehe).

Allegra Gelato & Café
Essa cafeteria mega charmosinha fica bem em frente à pracinha principal da cidade. Pedi um “café bom bom” que tava bem gostosinho e experimentei algumas variedades de gelatos que estavam bem gostosas (amei o sabor de kinder ovo).

Vício da Gula
O legal desse lugar é a variedade de doces com sabores da região. Tem milk shake de guavira, doce de jaracatiá e outros vários sabores diferentões. No entando, pra mim, que sou uma doceira e comilona de marca maior, não achei os doces lá tão caprichados assim, pedi um brigadeiro onde cometeram o pecado de deixar ele numa geladeira super gelada e ele estava super duro 😦 E por sinal, foi o brigadeiro mais caro que comi na vida também.

cantinho-da-vovó

Carne ao molho de jabuticaba e ao molho de goiabada

Cantinho da vovó
Pensa num lugar pitoresco. Decoração breguíssima, assim como a música que estava tocando, quadros com estampa duvidosa na parede, pisca pisca (daqueles de natal) pendurados na parede. E ainda umas invenções gastronômicas bem loucas, como carne desfiada ao molho de jabuticaba e porco desfiado ao molho de goiabada. Recomendo pra um almoço num daqueles lugares informais onde você pode entrar de chinelão e roupa de banho mesmo. E no final, o tiozinho que fica no caixa ainda te presenteia com uma poesia feita por ele mesmo na hora de ir embora.

Casa do João
Pra mim, esse é o melhor restaurante de Bonito disparado. Eu recomendo demais um prato chamado Pirarucu da Chefe Leo, que vem uma postona gigante de pirarucu com molho de leite de côco e gengibre. O pintado a urucum também é maravilhoso. Além dos pratos, o restaurante também tem uma lojinha enorme lá dentro com muitas lembrancinhas e souvenirs, você pode comprar uma cerveja de mandioca para levar de lembrança. Mas tem que chegar cedo porque nos feriados ele costuma lotar. Chegamos umas 19h e mesmo assim pegamos uma fila de mais ou menos meia hora, mesmo o local sendo enorme e cheio de mesas. E prepara o bolso porque não é barato.

Bonito Beer
Bonito tem até cervejaria artesanal com toda aquela receita hipster clichê: cardápio escrito de giz na parede, homens de coque samurai degustando cerveja, mesa coletiva e torneira self service (você mesmo serve sua cerveja). Não curti muito o atendimento, sou jacu e não sabia como funcionava a máquina de tirar choppe e o meu copo veio repleto de espuma e não tinha uma viva alma lá dentro disposta a ajudar, até o dono ver que eu tava cagando na minha bebida e vir me dar um help meio tirando uma com a minha cara. Pedimos uma pizza cortada em petisco que na minha opinião foi a melhor parte da casa, estava bem gostosa.

Onde nos hospedamos


Bonito tem tipo, uns mil hotéis e tem pra tudo que é gosto. Dos mais furrebas até os resorts caríssimos e lindos. Tentamos escolher o melhor custo x benefício que fosse muito bem localizado e ficamos na Pousada Mandala. Mas também, a única coisa que prestou foi a localização mesmo hahaha. O quarto é minúsculo, minha cama quebrou, a descarga não funcionava direito, a maçaneta da porta caía toda hora. Pelo menos o ar condicionado e o chuveiro cumpriram bem o seu papel. Eu tenho até dó de falar mal porque o dono foi muitíssimo prestativo e tentou resolver todos os nossos problemas, mas poxa não tinha nem um cafézinho da manhã pra salvar a nota da pousada. Quem sabe quando ele arrumar esses detalhes todos a gente volta a ficar lá, mas por enquanto não pretendemos repetir a dose.

E aí, bora?
Eu já havia feito outro post sobre Bonito, clique aqui para ler. Tem alguns outros passeios que eu já fiz e alguns em comum com este post. Vale dar uma lida 😉

E aí, deu certo?
Bonito sempre dá certo. Única coisa que eu acho bizarra é que na cidade não tem padaria (pode parecer bobeira, mas faz falta quando você fica em hotel sem café da manhã haha).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s