Abrindo as contas: como me planejo pra viajar

planejamento 1

A gente que é do proletariado e não consegue muito tempo livre pra ficar viajando tem que aproveitar bem as oportunidades. Além da falta de tempo existe o fator dinheiro que pesa muito nos planos das férias. Pooortanto, sabemos que contra a falta de grana a melhor resposta é um bom planejamento.

A chave pra conseguir uma viagenzinha legal nas férias são duas palavras: prioridades e planejamento. Então se você decidiu que sim, ano que vem eu vou dar um rolê massa, vou mostrar como é o jeito que eu faço pra esquematizar tudo e viajar sem dívidas pendentes. Mas atenção, eu não sou nenhuma guru das finanças e coaching de sei lá o que, então não me xinguem. E outra, pra conseguir ficar firme no planejamento eu abro mão de comprar muuuita coisa.. roupas, baladas, gadgets, enfm, é muita coisa que eu deixo de comprar porque priorizo pagar minha viagem. Tem que ser forte!

Primeiramente, faça uma poupança-passagem. Explico, você pode guardar o dinheiro em uma poupança, no tesouro direto selic, em um cdb com liquidez diária, não importa, o importante é que seja um lugar onde você pode sacar rapidamente. O negócio é que você vai juntando esse montante (qualquer coisinha por mês é super válida) e quando sair uma promoção de passagem totalmente excelente você vai lá e PÁ, manda ver. Por exemplo, ano que vem (maio de 2018) eu vou viajar, aí quando saiu no Melhores Destinos o preço bom para onde eu vou, passei o cartão de crédito e no mês que vem quando veio a fatura eu peguei o dinheiro da poupança-viagem, então não mexi no meu salário.

A passagem para o meu destino escolhido custa em média 2.200 reais. Consegui comprar por 1.800.

Sugiro comprar passagens que tenham duração de 10 a 15 dias, pois mais que isso, não tem dinheiro sofrido que aguente hahaha.

planejamento 2

Eu começo a me planejar com um ano de antecedência. É isso mesmo. É muito? Sim, mas fazer o que? Não tem outro jeito. Lá por julho eu já compro as passagens para a viagem de maio do ano seguinte. Maio é o mês que eu escolhi pra tirar as férias na firma e já ficou combinado assim.

Por que Maio?
O segredo de conseguir melhores preços é ir fora da alta temporada. Na maioria dos lugares, a época mais lotada e mais cara é em junho, julho, dezembro e janeiro (época de férias). Às vezes você pode não pegar o clima ideal e tão desejado, mas não se pode ter tudo nessa vida né? Na Tailândia por exemplo, chegamos bem na época das monções e corremos o risco de pegar muita chuva na praia. Arriscamos mesmo assim e deu tudo certo, choveu um dia ou outro, mas chuvas rápidas de verão que não estragaram em nada a experiência. Mas se a sua intenção é por exemplo, esquiar no Chile, daí não tem jeito, tem que ir na alta temporada mesmo que é à partir de junho. Como eu disse: prioridades.

Resolvido o destino e comprada a passagem com o dinheiro da poupança-viagem, vamos para o próximo passo.

planejamento google

de agora em diante nosso best friend for ever!

Roteiro
Agora que você já tem a passagem e vai de qualquer jeito, vamos olhar o roteiro e as coisas que são legais de fazer na cidade escolhida. Leia todos os blogs, até nos mais toscos, consigo tirar dicas valiosas de cada um, até mesmo dos comentários. Procure vídeos no youtube, numa dessas você acaba encontrando um vídeo “caseirão” mesmo de alguém que postou sem o menor compromisso e descobre alguma coisa muito legal. Comece a clarear na sua mente o que você não pode deixar de fazer, o que você quer fazer e aquilo que vai fazer só se der tempo.

E segue o baile, pois assim que paga a passagem já começa a gastança para pagar a viagem.

Decididas as opções, abra o google maps e comece a colocar os pontos turísticos escolhidos, trace as rotas entre cada um, veja o melhor meio de locomoção. Será que dá pra ficar só no transporte público? Dá pra fazer a pé? Vai ter que alugar carro? Tente esquematizar em um word mesmo, o que fazer a cada dia da sua viagem já colocando os lugares que são mais próximos para visitar de uma vez e otimizar o tempo e é claro anote o preço de cada entrada. Alguns passeios são caros e vale a pena já deixar comprado antes de ir. Dá muito trabalho mas é legal pacas essa parte 😀

Decidido o roteiro, vamos começar a abrir a carteira:

planejamento airbnb

airbnb e a maravilhosa possibilidade de dormir na casa dos outros

Hospedagem
Tá aí uma coisa muito relativa, meu deus! Aí começa o trabalho de verdade! Em uma situação como a Tailândia, onde hospedagem é muito barato, vale a pena pesquisar hotéis, hostels e até mesmo resorts. Pegamos um resort pé na areia (fodão mesmo) onde pagamos 900 reais para 4 diárias (o total para duas pessoas). Nesse caso valeu super a pena pois a praia onde o resort ficava era maravilhosa, e ficávamos bastante tempo nela.

Porém, no caso de uma hospedagem em New York, cujos preços são altíssimos e você praticamente nem vai ficar no hotel, vale muito a pena pesquisar o famigerado airbnb. É bateção de perna o dia inteiro e só precisamos de um lugar para tomar banho e dormir, vai por mim. Encontrei preços em NY pelo airbnb de 240 reais por dia!

Localização é um baita fator que conta. Não caia na burrada de reservar um lugar mega barato só que longe. O tanto que você vai gastar com transporte não compensa. Coloca a localização no google maps, trace a rota para os principais pontos turísticos a pé, de metrô, simule um uber, veja os ônibus. Leia os comentários do lugar escolhido, veja a opinião de quem já ficou e se possível interaja com essas pessoas. Dá trabalho, mas vale a pena, sérião.

Essa é a segunda coisa (depois da passagem) que eu já começo a pagar. Vamos fazer uma contagem regressiva, temos mais onze meses até a viagem, no segundo mês eu pago a hospedagem. Se forem muitas hospedagens, eu estabeleço um limite de quanto gastar com essa viagem por mês e vejo quantas hospedagens eu consigo quitar dentro deste limite.

Exemplo: na minha próxima viagem, uma hospedagem ficou em torno de R$800 por pessoa e as outras mais ou menos R$300 por pessoa. Paguei a de 800 em um mês e as duas de 300 no próximo mês.

planejamento 3

Passagem e Hospedagens estão OK. E agora? Agora você já tem como ir e onde ficar, mas..
Obviamente, precisamos averiguar se teremos custos como visto ou qualquer outras documentações (passaporte, vacinas). Essas coisas é bom ver com antecedência mesmo, podem entrar ou no primeiro gasto antes da hospedagem, ou então agora (se der problema tem bastante tempo pra resolver), então neste terceiro mês vamos dar prioridade às burocracias que por ventura teremos.

Aluguel de carro
Bom, como na minha próxima viagem vai rolar um aluguel de carro por alguns dias, então esse gasto entra no quarto mês da lista de prioridades. Mais uma vez, feito com antecedência você consegue bons descontos e bons preços. Por exemplo, achei um bom carro, com seguro e tudo mais para ficar 4 dias por aproximadamente 600 reais.

Seguro-viagem
No quinto mês eu contrato um seguro-viagem. Em alguns países ele é obrigatório para a entrevista na imigração, mas no geral eu faço por segurança mesmo. Meu pai já teve um derrame uma vez no Peru e não havia feito seguro viagem. Foi complicado pagar a conta do hospital depois. O preço do seguro varia muito de país pra país e tal, e mesmo viajando dentro do Brasil (meu plano não cobre além do meu estado) dependendo de qual vai ser o rolê, eu faço sim.

planejamento passeios

Passeios e Acessórios
Como eu disse lá em cima, tem alguns passeios que são caros e vão pesar no seu orçamento do dia a dia da viagem, então é melhor e deixar acertado antes de ir. Por exemplo, quando fomos para a Disney, já deixei todos os ingressos comprados aqui do Brasil. Pois eu estabeleço uma quantia em dinheiro para gastar dia a dia na viagem e arcar com uma entrada da Disney lá na hora não ia dar não.

Entradas de museu que costumam custar poucos dólares/reais eu deixo para comprar na hora mesmo, mas por exemplo, tô pensando em comprar um chip de telefonia internacional e estou pesquisando a possibilidade de comprar daqui do Brasil (entregam no meu endereço daqui) para não ter esse custo lá (que pelo que eu pesquisei vai sair em torno de 50 dólares).

Então tem que dar uma olhada no que compensa já deixar comprado daqui, geralmente coisas que vão custar mais de 50 dólares eu já pago aqui mesmo. Maaaas, em alguns países às vezes compensa olhar o passeio e pechinchar lá na hora, como por exemplo na Tailândia – que é uma feirona gigante – e nós conseguimos negociar bons preços com as agências locais. Porém, esse dinheiro dos passeios eu já havia deixado previamente separado para não zoar meu orçamento lá na viagem (ou seja, calculei meus gastos diários já deixando o dinheiro do passeio separado). E esse é o nosso sexto mês 😀

bath

Bom, estamos lá pelo sétimo mês e agora chegou a hora de ir comprando dinheiro (ou se for no Brasil mesmo, ir separando este dinheiro).
Pra uma viagem de quinze dias, eu e o marido levamos em média de 3.000 dólares, ou seja 1.500 pra cada um. Ou seja, 100 dólares por dia para cada um. É pouco? Olha, pra gente sempre deu e inclusive, sobra. Você não vai precisar pagar hotel porque já está pago, não vai precisar pagar o carro porque já está pago, alguns passeios estarão pagos, o chip e o seguro viagem estão pagos.. então essa grana fica pra pagar passeios baratinhos, comida, presentes e compras, e no atual caso, abastecer o carro.

Na minha programação eu costumo dar uma alternada entre comer na rua e conhecer um restaurante melhorzinho (comer na rua na gringa custa incrivelmente barato), e nos primeiros dias seguramos bastante a grana, aí quando chega lá nos últimos dias estamos bem confortáveis pra gastar com coisas inúteis, lembranças, presentes e muitas compras. Geralmente a gente deixa o último dia pra ir à desforra: gastar tudo que sobrou em outlets e coisas do tipo. Quando fomos pra Califórnia visitar minha tia, compramos um robô aspirador, muitas roupas, itens de mercado (até amaciante eu trouxe), tênis, uma mala nova, nossa muita, muita coisa mesmo e mesmo assim ainda sobrou 800 dólares do orçamento!

Enfim, aí você tem tipo o sétimo, oitavo, nono e décimo mês pra ir comprando/separando o dinheiro com calma, um pouco de cada vez.

No caso, eu tento usar meu 13º para colocar na poupança-viagem, pra ir acumulando para a próxima passagem, além de também depositar lá dinheiro que consigo com freelas ou qualquer outra oportunidade de ganhos fora do salário normal.

20170416_160006

malinha de remédios

Agora estamos praticamente nos meses finais, é a hora em que eu monto minha malinha de remédios ou coisas do tipo. Se for praia, filtro, pós-sol, band aid, anti ácido essas coisas. Se for lugar frio, anti gripal, anti alérgico, remédios para dor de cabeça, enfim, cada um tem as suas necessidades. Se precisar comprar roupa diferente, casaco, biquini, chapéu, bota, mala nova, enfim, essa é a hora.

E quando você percebe, pimba! o ano passou e mês a mês você gastou um pouquinho e já está na hora de embarcar! Tá vendo só? A ansiedade vai falar mais alto com certeza, mas muita calma nessa hora que vai dar tudo certo!

E aí, curtiu a dicas? 🙂

Ps. Sempre levo meu cartão de crédito ativado no modo viagem para qualquer emergência e estabeleço um limite para gastar caso eu vejo algo que eu quero muuuito e não cabe no orçamento. Assim, voltando de viagem você terá apenas uma fatura pra pagar e não vááárias parcelas que sobraram (principalmente para quem compra esses pacotes parcelados). E daí pronto, já podemos começar a procurar a próxima passagem!

Ps. 2 A ferramenta TRELLO é totalmente excelente para organizar sua viagem. Tem a lista de a fazer, a lista do que está em andamento e a lista de concluídos. Você convida o seu parceiro de viagem para compartilhar do board contigo e ambos podem editar as informações. É ótimo mesmo! Além do visual de post it, super fácil de mexer. Não tem segredo 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s